Bagagens de cabine para voos low cost

22-04-2023

Se costuma viajar em companhias low cost, provavelmente já lhe aconteceu, ter de medir sacos, malas ou mochilas, porque, como sabemos, as low cost cobram por todas as bagagens que ultrapassem determinadas medidas e/ou peso.

Como as dimensões da bagagem de mão diferem de empresa para empresa, saber se a sua mochila ou saco tem o tamanho certo não é simples. 

Então vejamos:

No caso da Ryanair, uma das companhias aéreas de baixo custa que operam em Portugal, as medidas definidas não são propriamente generosas. Todos os passageiros têm direito a levar uma pequena mala pessoal a bordo, que deve caber por baixo do assento à sua frente. O tamanho estipulado pela empresa irlandesa é de 40x20x25 centímetros e não podem ser colocada no compartimento superior. Se tiver de o fazer devido à dimensão, terá de pagar um extra.

Já outras low cost que operam no nosso País permitem levar malas maiores. Na easyJet, por exemplo, a dimensão máxima é de 56x45x25 centímetros.

Na Vueling pode colocar gratuitamente, também por baixo do lugar da frente, um saco ou mochila com 40x20x30 centímetros. Se tiver de os colocar no compartimento superior, terá igualmente de pagar uma tarifa extra.

O melhor é escolher um modelo de menor dimensão — ou seja, que possa usar em todos os voos. O mais fácil é optar por uma bagagem que também possa usar no dia a dia da viagem. Afinal, vai andar sempre com ela atrás, e é importante que seja prática, cómoda e fácil de transportar.

Mostramos alguns exemplos na galeria: