Chá da Tarde: um ritual ideal para o Outono, disponível no Estoril Vintage Hotel

13-09-2023

Indulgente e sedutor, o ritual do chá da tarde é o convite diário para uma pausa doce e elegante. Um momento para abrandar o ritmo de trabalho, prolongar o prazer em tempo de férias, ou conviver com amigos. Esta apetecível alternativa ao lanche ou ao tal 'cafezinho' a meio da tarde é ainda o novo trend dos encontros de negócios e a derradeira aposta de amantes em busca do momento certo para se declararem.

Seja qual for o pretexto, no clássico e sofisticado Estoril Vintage, falta de chá é coisa que não se verifica. Em nenhuma circunstância. Uma nota de charme irresistível, disponível diariamente, entre as 16h e as 18h, a hóspedes e não hóspedes.

Um encontro de sabores e vontades que ganha mais significado em certas atmosferas e que aqui se veste de mar e ambientes requintados.


Nunca é tarde para o Chá da Tarde

Ainda que a afirmação anterior seja verdade, há um intervalo de tempo que é considerado o certo para o designado Chá da Tarde, que, no requintado Estoril Vintage Hotel, se situa entre as 16h e as 18h, altura em que pode ser tomado junto à piscina, nas salas de refeições interiores ou no agradável terraço que dá acesso ao jardim e que conta com uma soberba vista para o mar.

Um ritual que já vem dos tempos em que este histórico e centenário palacete do Estoril não sonhava sequer com a possibilidade de ter hóspedes outros que não apenas família e amigos desta. Com uma ligação a Macau que atravessou inúmeras gerações da família Líbano Monteiro – atuais proprietários do palacete a quem este, antes de ser transformado em hotel, serviu de casa de família e onde cresceram todos os seus filhos –, o chá é mais um ente da casa.

Por aqui, e diariamente, ele continua a dominar a principal refeição da tarde, rodeado de uma delicada e irresistível seleção de mini doces e salgados. Um sortido onde não faltam torradas, mini sanduíches, pastelaria variada, onde se incluem coloridos e saborosos macarons e os clássicos scones com manteiga e compota caseira, presença sagrada neste ritual e importada do Reino Unido. Uma troca justa, uma vez que foi por mão portuguesa – já lá chegaremos – que a monarquia e alta nobreza britânicas adotaram o extravagante e delicado hábito de beber chá, à época, uma excentricidade oriental.

Scones em troca da bebida e do hábito de a saborear que melhor identifica o povo britânico, parece quase bem pouco, na verdade. Mas não é, principalmente depois de se provarem os scones do Estoril Vintage Hotel.

Mais extensa do que a lista de acompanhamentos é, obviamente, a carta de chás disponibilizada nesta refeição ligeira, que mais do que um lanche é um ponto de encontro e um charmoso pretexto para fazer uma pausa. Além do chá, imperador neste domínio, também estão disponíveis sofisticadas infusões, onde se entrelaçam cores e sabores preciosos.


OS CHÁS

AS INFUSÕES

English Breakfast

Uma mistura clássica de chás finos, que caracteriza a tradicional cultura de chá inglesa. Embora seja geralmente servido de manhã, pode ser bebido a qualquer hora do dia. Servido com ou sem leite.

Camomila e Cidreira

O poder relaxante da suave combinação de camomila e delicados tons perfumados de erva-cidreira.

Darjeeling

O Champanhe dos chás. Proveniente do Himalaia, possui sabor distinto e um aroma delicado e requintado. Idealmente servido sem leite.

Rooibos e Canela

Uma infusão que combina o sabor delicado dos rooibos sul-africanos com o toque quente e exótico da canela. Rooibos também é conhecido como 'chá vermelho'. Naturalmente sem cafeína.

Earl Grey

Uma mistura sutil dos melhores chás perfumados com a fragrância elegante da laranja bergamota. Uma bebida tradicionalmente inglesa. Infundir por 3-5 minutos. Idealmente servido sem leite.

Limão e Gengibre

Limão e gengibre combinam as suas propriedades e resultam numa bebida revigorante e reconfortante, que também é muito popular após o jantar.

Ceilão

Dos melhores chás cultivados nas encostas do Sri Lanka, produzindo uma bebida de cor dourada e caráter especial. Servido com leite ou uma rodela de limão. 

Chá Verde

Uma mistura exclusiva de chás verdes. Da China, com sabor e aroma leves.

Frutos Vermelhos e Hibisco

Delicioso arranjo de mirtilos, framboesas e amoras, misturado com hibisco resultam numa refrescante bebida sem cafeína.


Chá da Tarde – Valor fixo de 30 € por pessoa

Coisas que talvez desconheça acerca do chá

Nem tudo aquilo que assumimos como correto acerca do chá e do seu ritual se inscreve na verdade dos factos. Conheça os principais equívocos acerca desta bebida – nascida no Oriente e que o Japão ritualizou –, tão apreciada em todo o mundo, com reconhecidas propriedades antioxidantes e que está para os britânicos como o chocolate para os suíços. Apenas misturamos chocolate nesta história, porque ele também tem lugar nos mais completos menus de Chá da Tarde.

Desmistificamos três grandes equívocos em torno do chá.

Infusão não é chá. O chá é feito com folhas da planta do chá, pelo que, da mesma forma que não é possível fazer café sem ser de grãos de café, o chá é uma bebida que apenas resulta da fervura das folhas de chá. Existem apenas três tipos de chá: Branco, Verde ou Preto, dependendo da fase de desenvolvimentos das folhas. Estas podem ser utilizadas no seu período germinal, a par dos botões na fase prévia à floração (Chá Branco), na sua fase verde (Chá Verde), ou após alcançada a maturação (Chá Preto). Infusões são bebidas quentes resultantes da fervura da folha de outras plantas, como a camomila, a tília, a hortelã e tantas outras.

O chá não era uma bebida muito conhecida, menos ainda popular, no Reino Unido, onde era usado como medicamento revigorante. Foi uma rainha portuguesa a introduzir o hábito do chá diário na cultura britânica. O hábito de beber diariamente chá foi introduzido na corte britânica pela rainha portuguesa Catarina de Bragança, filha de D. João IV, ao casar-se com Carlos II de Inglaterra. O chá era já então popular entre a aristocracia portuguesa, graças à ancestral relação do nosso reino com a China, de onde o chá é oriundo, e que chegava a Portugal pela rota estabelecida com Macau desde o século XVI. Os monarcas, os aristocratas e toda a entourage da corte eram os 'influencers' e rock stars da época, pelo que cedo se adotou o consumo de chá como um must de requinte.

Não existe chá das cinco. Tomado habitualmente, no Reino Unido, entre as 15h e as 17h, a hora mais frequente para este lanche é às 16h. Claro que cada um pode tomar uma boa chávena de chá em qualquer estação ou apeadeiro do relógio, ao longo do dia e do ano. Todavia, é pelas quatro horas da tarde que é considerada a hora do chá e seus deliciosos acompanhantes.

Chá da Tarde no Estoril Vintage Hotel é um deleite oferecido diariamente aos hóspedes e à distância de uma simples marcação para todos os não hóspedes.